terça-feira, maio 05, 2009

POR TERRAS DE CARREGAL DO SAL - Domingo da Pascoela

CURRELOS

Domingo da Pascoela, 19 de Abril de 2009
_______________________________
Temas:
1. - A Inauguração da Fonte e Respectivo Parque de Merendas; 
2. - A Troca das Cruzes ao Meio da Ponte. 
_______________________________

1 - A INAUGURAÇÃO DA FONTE E RESPECTIVO PARQUE DE MERENDAS

Estrada que liga Carregal do Sal a Tábua, via>  Currelos - Póvoa de Midões
Aproveitando a Cerimónias da Troca das Cruzes, na Ponte Sobre o Rio Mondego, a Junta de Freguesia de Currelos não perdeu tempo em inaugurar a Fonte e Parque de Merendas que dista cerca de 150 metros da referida Ponte, na margem direita do citado Rio. 

Vemos o espaço envolvente, ainda com arranjos em curso.



Ainda necessitará de muitos arranjos para preservar a qualidade das águas das nascentes naturais que abastecem a bica. 
Ainda decorriam os trabalhos de alcatroamento do piso, do desvio da estrada. 


Seguiram-se as Cerimónias, presididas pelo Reverento Padre José António das Paróquias de Currelos/S. João de Areias.
                    





Segue-se o Senhor Presidente da Junta de Freguesia na posse da palavra.

A Lápide evocando a nome do donatário do espaço. 

****************************** 
2 - A TROCA DAS CRUZES A MEIO DA PONTE

Ávidos por prosseguir no caminho da cultura Beirã, deslocamo-nos, então,  a Currelos
Fomos descobrir uma bela tradição desta Paróquia, que já vem desde há alguns anos.
Foi Iniciativa do Saudoso Reverendo Padre José Afonso de Paiva,  que promoveu o encontro das duas Paróquias > "Currelos" e "Póvoa de Midões", ... 
 
... a meio da Ponte sobre o Rio Mondego, que liga os concelhos de Carregal do Sal e Tábua, trocar as Cruzes. 
Esta bela Tradição, que se renova todos os anos no Domingo da Pascoela, já arrasta muitos visitantes, não só das duas localidades, mas também veraneantes de outras Vilas e Cidades de todo o País. 
O Simbolismo que encerra esta Festa, ainda que não seja uma romaria, as alegrias e as felicidades que se vivem no momento da troca das Cruzes,  contagiam todas as pessoas que o observam.
Valeu a pena presenciar as Cerimónias, que se iniciaram cerca das 18H00,  como as imagens o ilustram, sabiamente celebradas pelos Reverendos Padres José António,  de Currelos/S. João de Areias,  e João,  da Póvoa de Midões



Descobrimos que, desde há alguns anos, no Domingo da Pascoela,  a Ponte sobre o Rio Mondego, entre Currelos e a Póvoa de Midões, serve de ponto de encontro das duas Paróquias. 
O encerramento da Época Pascal faz-se mesmo sobre a Ponte, com a celebre troca das Cruzes, seguida da competente Cerimónia, na margem esquerda do Rio, no Pequeno Santuário "Jubileu 2000". 
video
Vivemos naquele encontro, momentaneamente, todas as alegrias e felicidades que unem os dois povos, outrora separados pelo Rio Mondego, cujas dificuldades foram ultrapassadas com a construção daquela Ponte.
  video
Só quem teve a felicidade de, como nós, estar neste evento viu e sentiu o calor humano das populações de ambas as Paróquias, Currelos do concelho de Carregal do Sal e Póvoa de Midões, do concelho de Tábua.
O Nosso Querido Amigo Hermínio Cunha Marques, Autor de várias Obras Literárias sobre a História do concelho de Carregal do Sal e das Suas Gentes, no decorrer das Cerimónias, usou da palavra, para recitar os seus versos sobre o evento. 

"Domingo da Pascoela
Que Feitiço tem a Ponte!...

Alguém me perguntou um certo dia
Que força d'atracção seria aquela
Que o arrastava, como por magia, 
Para a Ponte em Domingo da Pascoela!...
II
Lhe disse que ela a mim também seduz, 
E lá vou,  nesse dia, em devoção:
A Ponte e o Rio formam uma Cruz, 
E aí a razão dessa atracção!...
III
Pois se aos traços d'estrada em cada margem, 
Faltava sobre o Rio este pedaço, 
Hoje os povos acorrem, em romagem, 
Para nele enlear-se num abraço!...
IV
E é ali que esta gente agradecida, 
A quem tanto por ela então lutou, 
Põe numa cerimónia bem sentida
A fé que tinha e nunca lhe faltou!...
V
As Cruzes das Paróquias vizinhas
Vão encontrar-se a meio dessa Ponte, 
Quase se tocam como que em festinhas
E o povo as beija, ali, mesmo defronte!...
VI
E preso a este culto tão cristão
Há como que festiva romaria, 
E a Ponte é, pois, o abraço d'união, 
Beijando o Rio em sua travessia!...
VII
E aí está, amigo, a tal razão
Que fascina e nos faz tanto viver
Este culto tornado tradição
Que não se pode, jamais, deixar morrer!..."
********
19.04.09
By Hermínio Cunha Marques 
video
Este encontro e convívio de populações de localidades e concelhos diferentes, ligados por uma ponte,  é um momento singular na aproximação dos Povos, cuja Festa terminou com o beijar da Cruz, pelos Fiéis. 

»»»»» Podemos ver aqui o Álbum das Fotos.

»»»»» Mandamos os nossos mais sinceros Parabéns para Currelos e para a Póvoa de Midões, pela forma singular como as respectivas populações se abraçam, pelo menos uma vez por ano, facto que consideramos inédito para a Região e talvez para Portugal. 

»»»»» Parabéns aos Reverendos Padres das Paróquias envolvidas, pela Mensagem de Paz, Amor e Fraternidade que nos transmitem.

BEM-HAJA.
***********************************************
Encontrámos nestas Cerimónias,  casualmente,  o Nosso Querido Amigo Carlos Alberto que nos deu também o grato prazer de conviver connosco, durante alguns momentos.
Para ele não podemos deixar de enviar o Nosso Abraço!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Os seus comentários enriquecem a nossa prestação. Seja bem vindo. Obrigado pela sua colaboração.