sábado, março 05, 2011

BEIJÓS » NA ROTA DAS ALDEIAS HISTÓRICAS - PORTUGAL

 2009OUT05 - AS SURPRESAS QUE TIVEMOS EM IDANHA-A-VELHA
O lagar de azeite de outra época.
Muito artesanal.
A galga, com três rodas de pedra granítica, funcionava puxada por uma junta de bois.
Os bois movimentavam-se,  permanentemente,  à volta daquela grande bacia de pedra também ela de granito, a galga, onde era despejada certa porção de azeitona, de cada vez, que aquelas rodas iam esmagando, conforme iam rodando com a força dos bois.
Então não havia electricidade e a extracção do azeite era muito mais difícil.
Não havia neste precioso líquido a pureza que lhe conhecemos actualmente, porque sem electricidade não seria possível fazer trabalhar qualquer equipamento para o purificar.
O Azeite era purificado, naturalmente, sob o olhar atento do homem,  com a adição de muita água quente para as tarefas, para que a gordura da azeitona viesse à superfície da água, para se purificar e separar.
Mesmo assim, quando chegava a certo momento já não era possível apurar mais o azeite e, algum dele, ainda era entregue aos proprietários da azeitona misturado com a água russa, que depois era utilizada para a sopa.
Ainda que as imagens nos dêem uma ideia daquilo que foi um Lagar da Azeite talvez nos séculos XVIII/XIX, nada há como presenciar no local, numa visita guiada, que aconselhamos vivamente.
Vale a Pena.
Então vejamos o que nos surpreendeu:
video .

Sem comentários:

Enviar um comentário

Os seus comentários enriquecem a nossa prestação. Seja bem vindo. Obrigado pela sua colaboração.