terça-feira, novembro 04, 2008

DIA DE TODOS OS SANTOS > 2008 > EM BEIJÓS

Dia 01 de Novembro de 2008, data em que a Igreja Católica Celebrou uma vez mais a Festa de Todos os Santos.
Em Beijós, sendo já tradição, das Celebrações fez parte a Procissão ao Cemitério Paroquial da Freguesia, para rezar pelas Almas de tantos Beijosenses ali Sepultados, antecipando as cerimónias do dia dos Fiéis Defuntos (02.NOV.).
Para estas celebrações, os Beijosenses esmeram-se em ornamentar as sepulturas, com arranjos florais.






Muito embora os Beijosenses façam brio em manter o Cemitério ornamentado com flores durante todo o ano, é nesta época que mais se esmeram na preparação das Sepulturas dos seus falecidos, deixando-as impecavelmente arranjadas e alumiadas.
Estas tarefas, normalmente, iniciam-se no dia 31 de Outubro e seguem-se pela manhã do dia 01 de Novembro, antes da Cerimónias. Depois, todos os Beijosenses da Paróquia (Beijós, Pardieiros, Póvoa da Pégada, Póvoa de Lisboa e Póvoa de Entre Ribeiros), enchem completamente a Igreja para estarem presentes na Celebração da Missa.
No final da Missa, como habitual, todo o público se deslocou em cortejo para o Cemitério.

videoEnquanto este cortejo percorria o espaço entre a Igreja e o Cemitério, os sinos, no alto do campanário da Igreja Matriz, dobraram, em sinal de luto, convidando ao recolhimento e à oração.
O público Beijosense, terminadas as Cerimónias, permaneceu a rezar junto das sepulturas, até ao escurecer, como ainda podemos observar nas fotografias que difundimos.





Durante a noite foi possível admirar a beleza que o Cemitério nos ofereceu, com centenas de luzes.
Foram centenas de velas, que iluminaram todo o espaço Sepulcrário.

»»»» Neste dia, os Beijosenses espalhados por todo o País e alguns vindos do estrangeiro, deslocam-se à sua Terra Natal, para participar nas Cerimónias Religiosas. Esta quadra também é aproveitada para estabelecer são convívio entre familiares e amigos, muitos dos quais permaneceram à conversa, por alguns momentos, no largo em frente à porta do Cemitério.



TOQUE PELAS ALMAS:



»»»» Outra tradição que ainda se mantém é o toque dos sinos, também a dobrarem, no mesmo dia (01.Nov.), já pela noite dentro, para convidar os Beijosenses a rezar pelas Almas. Além do significado que encerra, é muito bom preservar e dar continuidade aos usos e costumes que os nossos antepassados nos legaram.

1 comentário:

  1. Obrigado por me fazeres viver um momento, com os meus antepassados no pensamento.
    Comove ouvir os sinos da minha Aldeia,mesmo ao longe, numa data tão cheia de significado.
    Bem-Hajas.

    A Parisiense

    ResponderEliminar

Os seus comentários enriquecem a nossa prestação. Seja bem vindo. Obrigado pela sua colaboração.